Posted tagged ‘Assuntos Gerais’

Correspondente Internacional: França

julho 22, 2009

https://i1.wp.com/www.oragoo.net/wp-content/uploads/2008/03/bandeira-franca.JPG

Hoje no “Correspondente Internacional” entrevistamos a Kadija. Uma simpática brasileira de 23 anos que mora na França à 150km de Paris.

Kadija foi para a França em janeiro de 2008, porém neste tempo ela ja voltou ao Brasil 2 vezes. Nossa Correspondente Internacional de hoje, conheceu seu, agora marido, no Brasil, porém as coisas ficaram complicadas em termos de empregos, sendo assim eles resolveram tentar a vida na França. Agora seu marido é Francês. Ela não se arrepende de ter ido para a França:

Z1crkprc“Hoje, considerando o tempo que eu  estou aqui e tudo o que eu ja conquistei, diria que não vale a pena voltar pro Brasil, pra ter o que tenho, viver como vivo, no Brasil demoraria um tempo muito maior, e sinceramente eu não estou disposta a começar tudo de novo.” Na foto, Kadija no StadeFrance, palco do mico do Brasil em 98.

Sabemos que brasileiros que vão tentar ter melhores condiçõs de vida em outros países, constantemente sofrem preconceitos pelo simples fato de serem brasileiros, e não pertencerem à aquele país. Ao perguntar a Kadija se ela sofre, ou sofreu com isso, ela me respondeu que o preconceito na França é mais notado com povos muçulmano originado da África, mas não descarta o preconceito com povos brasileiros ou de qualquer outra nacionalidade.

“Particularmente dei a sorte de nunca me tratatem mal, pelo contrario, ao saber que venho do Brasil, muitos fazem perguntas, querem saber dos nossos costumes, nossos pratos típicos, isso acontece a toda hora. O problema é que nao sei porque, aqui eles acham que nós falamos espanhol…” afirma Kadija.Zpyswr1

A França é o país que mais recebe turista. Kadija afirma que onde ela mora, no Vale do Loire na região central da França, é onde tem a maior concentração de portugueses, porém brasileiros não muitos.

“Brasileiros nao costumo encontrar, conheço só um casal que veio da Bahia, morou em Portugal e agora estão por aqui. Mas é claro que em Paris, ja encontrei com muitos brasileiros!”

Não poderiamos deixar de conversar sobre o assunto que domina o mundo esses dias. Não, não é o Michael Jackson, e sim a Gripe AH1N1, a Suína. Nossa Correspondente Internacional afirma que a França tem tratado com  muito cuidado este assunto, ja que é um país frio, e o vírus se espalha mais facilmente no frio, apesar da França estar na temporada do Verão.

Para quem pensa viajar para a França, não terá muitos problemas é o que diz Kadija. O consulado Francês não exige visto se a permanência no país for menor ou igual a 90 dias. No caso de Kadija, ela necessitou do visto, ja que ela foi para a França, afim de casar.

Z18vfmiy“O consulado pede muitos documentos, muitas provas de que o casamento é real e não uma manobra pra morar aqui. Pede também um extrato bancário em que conste uma quantia suficiente pra se manter durante 90 dias, mais precisamente 50 euros por dia. Depois que você apresenta tudo isso, é só esperar, se não faltar nenhum documento, não é dificil conseguir.”

Se animou para dar um rolé pela França? Kadija dá alguns conselhos para você, leitor do Wopaaa!

“Pra quem vem sozinho tentar a vida aqui, aconselho ja vir com alguma coisa em vista, se vier pra estudar é melhor, porquê a escola, ou a faculdade, pode te dar um visto de estudante, nesse tempo se você arrumar trabalho, é só pegar visto de trabalho, e a partir dai vai ficando mais fácil. Não tente morar ilegalmente aqui. Os empregos ficam mais dificeis, nenhum francês quer se arriscar a empregar um clandestino, e sem emprego nem documentos a vida vai se tornar muito mais dificil, além disso, viver “escondido” nao dá ne??”

Recado de Kadija para os leitores do Wopaaa!:

“Pros leitors do Wopaaa! eu deixo um beijo grande,  continuem lendo e se possivel colaborando pra essa ótima idéia continuar rodando o mundo!”

Esta em outro país? Quer aparecer aqui? Mande-nos um email: magazinewopaaa@gmail.com / Editor Vini: viniciusbatera_@hotmail.com ou comente nesta matéria ressaltando o desejo de participar do Correspondente Internacional!


Drogas Licitas ou Ilícitas?

julho 13, 2009

https://i1.wp.com/www.made-in-china.com/image/4f0j00RBqQopkzTGUuM/Legal-Highs.jpg

A legalização das drogas sempre foi muito discutida no mundo, mas existem usuários que consideram o assunto praticamente encerrado, coisa do passado, como mostra a reportagem publicada na Revista “O Globo” deste domingo. Eles já compram e usam substâncias entorpecentes sem infringir a lei. São os consumidores das chamadas “Legal”, “highs“, uma nova geração de drogas fabricadas em laboratório a partir de substâncias sintéticas que reproduzem os efeitos de maconha, cocaína, ecstasy, LSD. Mas que não contêm nenhum componente proibido pela legislação.

https://i2.wp.com/www.iped.com.br/sie/uploads/9330.jpg

No caso da maconha, por exemplo, o princípio ativo presente nas folhas da Cannabis Sativa, conhecido como THC, sai de cena para ser substituído por um composto sintético, que posteriormente é misturado a outras ervas. Esse mix resulta em produtos como o Spice, a mais popular entre as versões genéricas da maconha comercializadas em diversas lojas, principalmente na Europa (no Brasil, já existem três sites vendendo). Quase sempre, as legal highs vêm em embalagens com logotipos coloridos, que lembram pacotes de figurinhas. O embrulho de Raz, outro produto à venda, remete às tradicionais caixas de sabão em pó e apresenta o slogan: “Now even whiter than white” (”agora, ainda mais branco do que o branco”), em uma alusão à cocaína. Entre seus concorrentes estão marcas como Snow Blow e Charge +. O cardápio é cada vez mais variado. Há uma extensa lista de produtos para todas as versões de drogas ilícitas.

https://i1.wp.com/admin.whatsongroup.net/Admin/uploads/displayimages/divine-madness2.jpg

Com visibilidade crescente, o comércio de legal highs despertou a preocupação de autoridades da União Européia e começou a ganhar destaque no noticiário local. Na semana passada, a emissora inglesa BBC exibiu um documentário com uma hora de duração intitulado “Can I get high legally?” (”Posso me drogar legalmente?”).

A resposta dos governantes tende a ser não. Prevalece a tentativa de controlar o avanço dessas novas substâncias – uma missão nada fácil, aliás. No verão europeu, as legal highs são vendidas em larga escala em festivais de música como o Glastonbury, que reuniu 190 mil pessoas no oeste da Inglaterra, há duas semanas. E, durante todo o ano, elas estão nas prateleiras de lojas variadas, como pontos de venda de revistas em quadrinhos e lanchonetes. Podem ser compradas, inclusive, com cartão de crédito.

————————————————————

Ressaltamos que a “Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!” NÃO apoia o uso destas Novas Drogas.

Equipe Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!


A pouca vergonha no Senado Brasileiro

julho 7, 2009

http://brasilia50graus.files.wordpress.com/2009/03/plenario-senado.jpg

Nesse post, trago um assunto que não é de agrado de muita gente: A política. E usando o argumento de que política é um saco, muitos nem dão a atenção necessária que este assunto merece. Porque “um saco”, não é a política e sim aqueles que estão a representando. E estes representantes do povo, não tão lá por acaso e sim devido ao desleixo do eleitor na hora do voto.

Nas últimas semanas, a mídia vem sendo ocupada pela crise do Senado, após a denúncia sobre a descoberta da edição de atos secretos na Casa do Senado.

No olho do Furacão está José Sarney (velho cacique político tupiniquim) hoje no PMDB de Amapá, que está sendo acusado de dar vida boa, a seus “entes queridos”. Mas você está realmente por dentro do que está rolando no meio disso tudo? Acredito que não.

E vejo esse post como um pequeno holofote para um alerta desse desleixo do eleitor. A pouco mais de um ano das eleições, não se pode fechar os olhos para um escândalo desta ordem. Não importa se o político envolvido não pertence a seu estado, seu município, etc. Mas a sigla partidária que ele representa, pode revelar com quem o seu candidato anda se misturando. E como diz um velho ditado, “Quem se junta com porco, farelo come.”

Acompanhe no infográfico extraído do G1 a explicação de forma resumida os capítulos desta novela.

No momento, a decisão de não afastar Sarney da presidência do Senado, coloca a dignidade da Casa do Senado em jogo, por uma simples estratégia política. Só pra resumir, o DEM e o PSDB, que sempre estiveram ao seu lado, pediram seu afastamento do cargo. Até então tudo certo, porém o PT, que numa reunião já havia concordado em apoiar o afastamento do senador, deu pra trás em sua decisão, por enxergar esse apoio à retirada do peemedebista, como uma mera jogada do PSDB para assumir a presidência do Senado (o vice presidente da Casa pertence aos tucanos), e assim o PT não teria mais o controle que tem, com o PMDB na liderança da Casa, ou seja, pela moralidade, José Sarney deve ser afastado. Mas pra evitar uma jogada política do adversário, o PT poderá considerar sua permanência.

Uma pouca vergonha não acham?