Drogas Licitas ou Ilícitas?

https://i1.wp.com/www.made-in-china.com/image/4f0j00RBqQopkzTGUuM/Legal-Highs.jpg

A legalização das drogas sempre foi muito discutida no mundo, mas existem usuários que consideram o assunto praticamente encerrado, coisa do passado, como mostra a reportagem publicada na Revista “O Globo” deste domingo. Eles já compram e usam substâncias entorpecentes sem infringir a lei. São os consumidores das chamadas “Legal”, “highs“, uma nova geração de drogas fabricadas em laboratório a partir de substâncias sintéticas que reproduzem os efeitos de maconha, cocaína, ecstasy, LSD. Mas que não contêm nenhum componente proibido pela legislação.

https://i2.wp.com/www.iped.com.br/sie/uploads/9330.jpg

No caso da maconha, por exemplo, o princípio ativo presente nas folhas da Cannabis Sativa, conhecido como THC, sai de cena para ser substituído por um composto sintético, que posteriormente é misturado a outras ervas. Esse mix resulta em produtos como o Spice, a mais popular entre as versões genéricas da maconha comercializadas em diversas lojas, principalmente na Europa (no Brasil, já existem três sites vendendo). Quase sempre, as legal highs vêm em embalagens com logotipos coloridos, que lembram pacotes de figurinhas. O embrulho de Raz, outro produto à venda, remete às tradicionais caixas de sabão em pó e apresenta o slogan: “Now even whiter than white” (”agora, ainda mais branco do que o branco”), em uma alusão à cocaína. Entre seus concorrentes estão marcas como Snow Blow e Charge +. O cardápio é cada vez mais variado. Há uma extensa lista de produtos para todas as versões de drogas ilícitas.

https://i1.wp.com/admin.whatsongroup.net/Admin/uploads/displayimages/divine-madness2.jpg

Com visibilidade crescente, o comércio de legal highs despertou a preocupação de autoridades da União Européia e começou a ganhar destaque no noticiário local. Na semana passada, a emissora inglesa BBC exibiu um documentário com uma hora de duração intitulado “Can I get high legally?” (”Posso me drogar legalmente?”).

A resposta dos governantes tende a ser não. Prevalece a tentativa de controlar o avanço dessas novas substâncias – uma missão nada fácil, aliás. No verão europeu, as legal highs são vendidas em larga escala em festivais de música como o Glastonbury, que reuniu 190 mil pessoas no oeste da Inglaterra, há duas semanas. E, durante todo o ano, elas estão nas prateleiras de lojas variadas, como pontos de venda de revistas em quadrinhos e lanchonetes. Podem ser compradas, inclusive, com cartão de crédito.

————————————————————

Ressaltamos que a “Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!” NÃO apoia o uso destas Novas Drogas.

Equipe Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!


Explore posts in the same categories: Assuntos Gerais, Polêmica, Saúde

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

18 Comentários em “Drogas Licitas ou Ilícitas?”

  1. Vini Says:

    Ótimo assunto a ser debatido Fraga. Abraços!

  2. Lulu Says:

    boa materia Fraga, to impressionada continue postando matérias importantes assim
    ta tudo muito show
    beijos
    Lulu

  3. juniamagalhaes de almeida Says:

    A inteligência do homem não tem limite assim como a burrice. Sou a favor da liberação das drogas com organização. Comungo com as idéias do Fernando Gabeira e, mais recentemente do ex-presidente Fernando Henrique.
    Mas por hipocrísia ou interesses excusos nada é feito. Acredito, piamente, que a não liberação deve interessar a “um pequeno grupo” que se beneficia diretamente ou indiretamento desse comercio ilegal.

  4. Bruno Damas Says:

    Isso definitivamente prova que o bem jurídico tutelado com a tipicação do tráfico de drogas e crimes relacionados não é a saúde do usuário.

    Sou a favor da legalização, mas este não é o momento ideal para o Brasil fazer isto. É um longo caminho que começa com uma reestruturação do falido sistema de saúde brasileiro.

  5. Taw. R. Says:

    Penso que para a legalização de drogas o Estado de passar por um monopolio onde somente o Estado controle tais vendas… para posteriormente liberar para o comercio privado.
    Evitando assim que os detentores do know-how, leia-se traficantes, dominem e legalize todo o seu imperio.

    Logicamente a questão é complexa, existindo muitos outros pontos a serem considerados, e deve haver um debate em larga escala.

    Excelente materia… muito boa mesmo. Meus parabens!

  6. franci23 Says:

    Interessante, mas aqui no Brasil, aonde eu encontro essas substancias?
    Só em sites?

    • Vini Says:

      De acordo com a matéria de Fraga, sim. Resaltamos que a “Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!” NÃO apoia a comercialização destas “Novas Drogas”. Abraços!

    • gabriela Says:

      só em site ñ também vende nas ruas eu ja passei na rua aqui de vitória que é no brasil tinha uma turminha vendendo

  7. kathlyla Says:

    Deus queira que as drogas sejam legalizadas.

  8. Roman Rise Says:

    Acho que é uma boa saída enquanto os hipócritas não enxergam que legalizar o uso é uma evolução natural da sociedade (se é que existe isso).

  9. Chico Says:

    um colega do colega meu estava desenvolvendo uma com o cogumelo, rsrs, só que aqui no nordeste não dava pra ele cultivar este cogumelo e ai desistiu. ele e químico!


  10. […] Drogas Licitas ou Ilícitas? A legalização das drogas sempre foi muito discutida no mundo, mas existem usuários que consideram o assunto […] […]


  11. […] como mostra a reportagem publicada na Revista “O Globo” deste domingo. … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  12. Thársia Says:

    Ótimo Vini … PaRaBNs Menino’s

  13. fan 2009 0KM Says:

    Magazine Wopaaa – Tudo Bom? | Um pouco de tudo ou nada.
    “Wopaaa” é um site que reuni uma galera, que aborda desde temas descontraidos a temas importantes. Mostramos aqui fatos, notícias, a boa, produtos, idéias e tudo aquilo que nossa imaginação pode alcançar. – Wopaaa, tudo bom?
    Shopping Wopaaa! Assine
    A Wopaaa! apoia a Banda Opinião Pública Videos 2012 Equipe Wopaaa! Utilidades Publicado por: Fraga | Julho 13, 2009 Drogas Licitas ou Ilícitas?
    A legalização das drogas sempre foi muito discutida no mundo, mas existem usuários que consideram o assunto praticamente encerrado, coisa do passado, como mostra a reportagem publicada na Revista “O Globo” deste domingo. Eles já compram e usam substâncias entorpecentes sem infringir a lei. São os consumidores das chamadas “Legal”, “highs“, uma nova geração de drogas fabricadas em laboratório a partir de substâncias sintéticas que reproduzem os efeitos de maconha, cocaína, ecstasy, LSD. Mas que não contêm nenhum componente proibido pela legislação.

    No caso da maconha, por exemplo, o princípio ativo presente nas folhas da Cannabis Sativa, conhecido como THC, sai de cena para ser substituído por um composto sintético, que posteriormente é misturado a outras ervas. Esse mix resulta em produtos como o Spice, a mais popular entre as versões genéricas da maconha comercializadas em diversas lojas, principalmente na Europa (no Brasil, já existem três sites vendendo). Quase sempre, as legal highs vêm em embalagens com logotipos coloridos, que lembram pacotes de figurinhas. O embrulho de Raz, outro produto à venda, remete às tradicionais caixas de sabão em pó e apresenta o slogan: “Now even whiter than white” (”agora, ainda mais branco do que o branco”), em uma alusão à cocaína. Entre seus concorrentes estão marcas como Snow Blow e Charge +. O cardápio é cada vez mais variado. Há uma extensa lista de produtos para todas as versões de drogas ilícitas.

    Com visibilidade crescente, o comércio de legal highs despertou a preocupação de autoridades da União Européia e começou a ganhar destaque no noticiário local. Na semana passada, a emissora inglesa BBC exibiu um documentário com uma hora de duração intitulado “Can I get high legally?” (”Posso me drogar legalmente?”).

    A resposta dos governantes tende a ser não. Prevalece a tentativa de controlar o avanço dessas novas substâncias – uma missão nada fácil, aliás. No verão europeu, as legal highs são vendidas em larga escala em festivais de música como o Glastonbury, que reuniu 190 mil pessoas no oeste da Inglaterra, há duas semanas. E, durante todo o ano, elas estão nas prateleiras de lojas variadas, como pontos de venda de revistas em quadrinhos e lanchonetes. Podem ser compradas, inclusive, com cartão de crédito.

    ————————————————————
    Ressaltamos que a “Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!” NÃO apoia o uso destas Novas Drogas.
    Equipe Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!

    Publicado em Assuntos Gerais, Polêmica, Saúde | Tags: Assuntos Gerais, charge, cocaína, corpo humano, drogas legais, ecstasy, legal high, legalização das drogas, lsd, maconha, Polêmica, raz, revista o globo, Saúde, snow blow, spice, vinicius fraga
    « O vice dos segundosAdeus bilau… »

    Respostas
    Ótimo assunto a ser debatido Fraga. Abraços!

    Por: Vini em Julho 13, 2009
    às 4:14 pm

    Responder

    boa materia Fraga, to impressionada continue postando matérias importantes assim
    ta tudo muito show
    beijos
    Lulu

    Por: Lulu em Julho 13, 2009
    às 6:52 pm

    Responder

    A inteligência do homem não tem limite assim como a burrice. Sou a favor da liberação das drogas com organização. Comungo com as idéias do Fernando Gabeira e, mais recentemente do ex-presidente Fernando Henrique.
    Mas por hipocrísia ou interesses excusos nada é feito. Acredito, piamente, que a não liberação deve interessar a “um pequeno grupo” que se beneficia diretamente ou indiretamento desse comercio ilegal.

    Por: juniamagalhaes de almeida em Julho 13, 2009
    às 7:24 pm

    Responder

    Isso definitivamente prova que o bem jurídico tutelado com a tipicação do tráfico de drogas e crimes relacionados não é a saúde do usuário.

    Sou a favor da legalização, mas este não é o momento ideal para o Brasil fazer isto. É um longo caminho que começa com uma reestruturação do falido sistema de saúde brasileiro.

    Por: Bruno Damas em Julho 13, 2009
    às 11:32 pm

    Responder

    Penso que para a legalização de drogas o Estado de passar por um monopolio onde somente o Estado controle tais vendas… para posteriormente liberar para o comercio privado.
    Evitando assim que os detentores do know-how, leia-se traficantes, dominem e legalize todo o seu imperio.

    Logicamente a questão é complexa, existindo muitos outros pontos a serem considerados, e deve haver um debate em larga escala.

    Excelente materia… muito boa mesmo. Meus parabens!

    Por: Taw. R. em Julho 14, 2009
    às 3:19 pm

    Responder

    A Equipe da Magazine Wopaaa! Agradece os elogios. Continue nos acompanhando!

    Por: Vini em Julho 15, 2009
    às 4:56 pm

    Responder

    Interessante, mas aqui no Brasil, aonde eu encontro essas substancias?
    Só em sites?

    Por: franci23 em Julho 14, 2009
    às 7:00 pm

    Responder

    De acordo com a matéria de Fraga, sim. Resaltamos que a “Magazine Wopaaa! | Um pouco de tudo ou nada!” NÃO apoia a comercialização destas “Novas Drogas”. Abraços!

    Por: Vini em Julho 14, 2009
    às 7:17 pm

    Responder

    Deus queira que as drogas sejam legalizadas.

    Por: kathlyla em Julho 14, 2009
    às 7:20 pm

    Responder

    Acho que é uma boa saída enquanto os hipócritas não enxergam que legalizar o uso é uma evolução natural da sociedade (se é que existe isso).

    Por: Roman Rise em Julho 14, 2009
    às 8:05 pm

    Responder

    um colega do colega meu estava desenvolvendo uma com o cogumelo, rsrs, só que aqui no nordeste não dava pra ele cultivar este cogumelo e ai desistiu. ele e químico!

    Por: Chico em Julho 14, 2009
    às 9:01 pm

    Responder

    […] Drogas Licitas ou Ilícitas? A legalização das drogas sempre foi muito discutida no mundo, mas existem usuários que consideram o assunto […] […]

    Por: Top Posts « WordPress.com em Julho 15, 2009
    às 12:22 am

    Responder

    […] como mostra a reportagem publicada na Revista “O Globo” deste domingo. … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

    Por: Fique por dentro Drogas » Blog Archive » Drogas Licitas ou Ilícitas? « Magazine Wopaaa – Tudo Bom? | Um … em Julho 17, 2009
    às 2:46 am

    Responder

    Ótimo Vini … PaRaBNs Menino’s

    Por: Thársia em Julho 22, 2009
    às 3:59 pm

    Responder

    incredible…

    Por: Triffcara em Julho 25, 2009
    às 7:29 am

    Responder

  14. inissaca Says:

    Sou consumidora destas drogas. Na minha opinião o governo nunca coseguirá travar este negócio visto que quando uma substansia é proibida são criadas outras para substituilas.
    É um negócio lucrativo porque estas drogas sao mais baratas do que as drogas ilegais.
    E os consumidores têm vindo a aumentar nos ultimos tempos!
    A unica forma de acabar com isto é legalizar algumas drogas, como o canabís e o haxixe.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: